Blog Russel Serviços > Logística > Empresas evitam prejuízos trabalhistas no setor de logística
Empresas evitam prejuízos trabalhistas no setor de logística |

O setor de logística está cada vez mais competitivo e as empresas do setor vêm buscando reduzir seus custos, entre eles os passivos trabalhistas, que acabam sendo um dos grandes gargalos em suas operações.

Seja pelo grande número de contratos informais ou não cumprimento das obrigações trabalhistas. Nos últimos anos esse setor vem sofrendo muitos processos.

Isso leva a um aumento nos gastos das empresas que pode prejudicar o capital para reinvestimentos e levar até mesmo ao fechamento das portas.

Frente a isso diversas soluções tem surgido no mercado. Uma delas é a terceirização de profissionais de logística capacitados para suas funções.

Prejuízos Na Logística, As Razões Por Trás Do Problema

Mesmo nos dias atuais, onde cada vez mais o acesso à internet tem facilitado a busca e capacitação de profissionais, encontrar bons colaboradores ainda vem sendo um grande desafio para a logística.

Principalmente, porque grande parte desse esforço exige a ação do próprio colaborador. Ou da instituição de ensino que o prepara para o mercado.

Mas, será que ambos vem encarando isso com a seriedade necessária? Infelizmente, o atual cenário no Brasil aponta que não!

Já por outro aspecto, o problema se encontra dentro das próprias empresas que não conseguem ou sabem lidar com o problema de maneira correta.

De um lado, existe o grande problema da falta de capital para capacitação. Algo comum em empresas de pequeno a médio porte que estão lutando pelo seu crescimento com dificuldades.

Além disso, a falta de horizontalidade se mostra outro problema que é determinado pela gestão ineficaz realizada por muitas empresas. O que não torna difícil vermos profissionais não qualificados em cargos elevados. Pois, existia até então, uma baixa exigência e falta de incentivo para a capacitação ideal. Enquanto por outro lado, hoje, vemos bons profissionais em cargos de baixo nível pelo número elevado de critérios impostos, principalmente no início de carreira.

Mas, e os aspectos da contratação trabalhista?

Se a falta de capacitação já não fosse um grande problema para o setor, tudo piora quando analisamos as formas de contrato mais comuns.

Em grande parte das empresas no Brasil, o profissional da logística é contratado de maneira informal. Ou seja, não possuindo registro na CTPS.

Perante a lei, isso acaba sendo visto como admissão irregular aumentando os riscos de prejuízos financeiros.

Digamos então, que um funcionário é “admitido” e não se mostra eficiente na prestação de serviços. Logo, a melhor escolha para empresa é optar por dispensá-lo, certo?

Mas, sem registros oficiais como provar na justiça o tipo de relação de trabalho acordado sem nenhum contrato de prestação de serviços?

Existe ainda, o risco de penas rigorosas caso o funcionário seja um colaborador realmente admitido para um cargo.

Contudo, mesmo assim talvez a empresa opte por não assinar sua carteira de trabalho, mesmo sendo uma obrigatoriedade!

Como Reduzir Os Prejuízos Na Logística?

O ponto positivo neste aspecto é que existem diferentes formas de resolver o problema no setor de logística das empresas.

De modo a motivar os profissionais e melhora o mercado de trabalho. Afinal de contas, é na tomada de ações que fomentamos a melhora em diferentes mercados.

1. Permitir o crescimento na área de logística:

A fim de resolver o problema da falta de interesse por parte dos próprios funcionários em se desenvolverem e continuarem buscando conhecimento.

Toda empresa, independentemente do mercado atuante, deve estimular seus funcionários a crescerem. Isso pode ser feito através de investimentos no mesmo.

Não precisando necessariamente utilizar capital, mas, promovendo feedbacks periódicos entre colaboradores e seus supervisores, por exemplo.

Uma vez que, isso auxilia o profissional a entender seus pontos fortes e os fracos. Buscando tanto aperfeiçoamento quanto melhorias em sua atuação.

O profissional precisa enxergar que, mesmo começando por baixo, ele é valorizado e estimulado a crescer, o mantendo motivado!

2. Invista na capacitação profissional:

Caso sua empresa tenha condições financeiras de investir no aprimoramento da equipe, o ideal é procurar cursos e treinamentos que possam ser disponibilizados a ela.

Não foque apenas em investimentos nos setores de marketing e vendas. Uma vez que, a logística é a “ciência” por trás desses dois setores.

Ou seja, o sucesso da sua empresa vai depender da qualidade dos processos logísticos que devem ser bem planejados e contar com profissionais realmente preparados.

Nesse aspecto, sua empresa deve primeiramente implementar processos claros e bem definidos.

Posteriormente, esses devem ser passados aos funcionários através do treinamento. Ao invés de exigir uma adaptação através das operações.

A aplicação de boas práticas trabalhistas é essencial e juntamente a ela. Deve ser feita uma cobrança aos colaboradores valendo a inclusão de testes periódicos para analisar se estes realmente absorvem o que é passado.

3. Terceirização qualificada na logística:

Mas, a solução mais adequada para empresas que não querem/podem se responsabilizar pelos encargos trabalhistas ou investir na qualificação é a terceirização da logística.

Essa atividade permite que todos saiam ganhando. Tanto a contratante que terá seus processos facilitados, quanto o profissional que terá seus direitos garantidos.

Frente a isso, a Russel Serviços conta com suporte diferenciado e mão-de-obra qualificada entregue para atuação em apenas 48 horas.

Os benefícios dessa contratação são inúmeros, entre eles vemos a facilidade para encontrar profissionais qualificados. Uma vez que, a empresa possui um amplo banco de dados.

Logo, mesmo em casos nos quais o colaborador não se adapta, cumpra as tarefas ou não seja o esperado pelo contratante.

Uma substituição ocorrerá sem até 24 horas sem custos adicionais. Além disso, a empresa irá evitar processos com contratações informais e passivos trabalhistas.

Pois, a Russel Serviços fica responsável por todo processo de contratação, rescisão e todos os demais tributos, encargos e obrigações trabalhistas.

Com isso, a empresa pode focar apenas no repasse das características de seus processos voltando-se muito mais as operações do que aos aspectos burocráticos.

Reduzindo ainda os custos que envolvem todo o processo de contratação direta. Seja em contratos de prestação de serviço ou assinatura da CTPS.

Entre em contato com os consultores da Russel através do e-mail: contato@russelservicos.com.br ou através dos telefones:

Rio de Janeiro: (21) 2223-0397

São Paulo: (11) 2892-4975 / (11) 2548-6510 / (11) 3138-6120

Espírito Santo: (27) 3029-3188

Minas Gerais: (31) 3657-9553

Paraná: (41) 3222-1356